quarta-feira, 24 de outubro de 2012

PENSAMENTOS DE PITÔCO


Acordar no meio da madrugada é chato como sala de espera, aliás, esperar é um verbo irritante até na conjugação. Minha tia-mãe me ensinou a rezar nessas horas para não trazer maus pensamentos e do receio de pensar coisas ruins veio o hábito de pensar muito e acabei misturando tudo, não costumo rezar, converso com Deus, Jesus, Nossa Senhora, São Miguel Arcanjo, Santa Rita de Cássia, tem mais, é uma lista enorme, e a minha cantilena só os santos suportam.
Na madrugada acordei sem sono e tive saudade de mim, de uma época de colégio de freira em que estudava e passei por tantos momentos de altos e baixos.
Sentir saudade da gente mesmo é buscar o impossível e ter certeza que a fotografia do tempo não tem retoques. Consegui no pensamento que a insônia impõe me encontrar na capelinha do colégio. Meu uniforme tinha uma textura áspera de tantas lavagens, mas eu me sentia bem com ele. O lugar era aconchegante, simples, gostava de ficar quieta ouvindo o silêncio e sentindo o cheiro de flores do altar, acreditava que entrando numa igreja nossos pecados imediatamente eram revelados e depois perdoados. E ali sentada eu esperava a sirene do intervalo tocar para voltar pra sala depois que gastava  água benta sem necessidade, mania, não sei.
O padre era uma figura engraçada, falava rápido e andava mais rápido ainda e quando escutava nossas confissões de pré-adolescente durante a quaresma, me perdoava com uma rapidez de um papa- léguas, ficava meio chateada: “- Dez ave-marias Yasmine, dez!” Eu contava nos dedos, abria a boca em vários bocejos e me sentia quase flutuando como os anjos do altar. E na madrugada eu tive saudades desse lugar, saudade de mim, do padre, do cheiro da capela, daquele silêncio inquisidor que ao mesmo tempo me abraçava. Voltar no tempo só em pensamento, hoje minha cabeça tão mudada não confessa mais a nenhum padre, não diria uma libertação,mas um esclarecimento de dogmas, não tenho mais tempo de ficar apenas lá ,parada,olhando um altar.Tenho hoje que esperar os mandamentos da vida e do tempo, e vez por outra perturbar os santos, sem confissões , o que é melhor, só conversas na madrugada.

16 comentários:

  1. ...'perturbar uns Santos', foi boa!

    É. A vida com seus espetáculos faz de nós verdadeiros atores... protagonizando atos nossos e de mais ninguém!

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  2. Esses pensamentos de Pitoco são lindos...Gosto deles! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Yasmine, que grandes pensamentos e identificação. Há fases em que a insônia parece fazer moradia no meu sono e o cérebro liga sem que eu aperte nenhum botão. Sou assaltada por pensamentos nostálgicos durante períodos difíceis, como se fosse uma maneira de me refugiar no passado. Não sei se é o seu caso, mas continuo proseando comigo mesma até o sono voltar. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Yasmine!
    Ah, se todas as vezes que perdêssemos o sono de madrugada fosse para resgatar estes momentos até que era bom.rssss
    Estes pensamentos de pitoco são marcas de um tempo tão bom, tão puro, que dão saudade.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. A solidão favorece a intensidade do pensamento...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Yasmine

    Me prendem estes textos reflectivos. Numa cisa estamos de acordo, em dogamas e milagre não acredito. Acho que qualquer pessoa mínimamente, inteligente poderá crer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. BELOS PITOCOS, SAUDADE DE SI MESMO, AH!
    Adorei esse seu relato.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. BELOS PITOCOS, SAUDADE DE SI MESMO, AH!
    Adorei esse seu relato.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Caraca! Sempre fiquei pensando como seria torturante a vida em um convento, mas vc descreve com tamanho carinho que me transmitiu paz!
    Que bacana teu post! Gostei de saber dessa parte da sua vida! Vc poderia contar mais!

    ResponderExcluir
  10. Os melhores momentos para se pensar racional, é nessas momentos "tormentosos" da insónia. Aí, tudo é claro e puro; racional e seguro. Depois de voltar a dormir, pufff! Acabou-se.
    Comodidades que fazem perder altos pensamentos.


    Beijos



    SOL

    ResponderExcluir
  11. Revisitações a um tempo de nós mesmas que reforça nossas escolhas de hoje e nos acalenta nas lembranças do ontem.
    De vez em quando essas saudades são bem-vindas, Yasmine.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  12. Yasmine, temos tanta coisa em comum...
    somos humanos, me veio a cabeça... todos temos uma saudade assim...
    um dor de tempo... mas poucos cantam feito tu cantas poeta!
    Eu destacaria uma, duas, três, dez... frases? O Texto Todo.
    Mais um seu que levo e guardo na minha pastinha chamada Poemas e Textos da Yasmine Lemos. Todos com link seu e data.

    Adimiro muito você.
    Tocas todos os sentidos...
    E também sou muito grato a você, mas isso é história pra um e-mail! rsrsrs

    Bejus.

    William

    ResponderExcluir
  13. Como as saudades das saudades, cria-se a saudade de si.Uma viagem amiga pelos corredores e sacristia e uma reflexão profunda do que pode e faz a fé.Gosto de pensamentos de Pitoco.
    Um terno abraço de paz e luz.
    Que os Santos estejam sempre ouvintes para paz de seu coração.

    ResponderExcluir

  14. Olá fofa,

    Voltar no tempo só em pensamento mesmo (rsrsrs). E confessar? Nunca mais...
    Adorei estes pensamentos de Pitoco.

    Beijosssssssssssssssssssssssss.

    ResponderExcluir

Amor e Paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...