quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO E OBRIGADA VOCÊS !!!


Um 2011 maravilhoso , para todos que conheci aqui , aos que já eram amigos e aos que irão chegar , amém! . Desejo bençãos divinas  e a proteção de Deus, coros de anjos louvando todos os dias das nossas vidas . Vamos semear neste ano que chega ainda mais amor, paz e desapego as coisas materiais . Solidariedade e ombro amigo é  fácil de exercitar, obrigada pelo carinho de vocês  .
FELIZ ANO NOVO !!!
beijos
Yasmine
29/12/2010

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

DONO DA RAZÃO


Não dou respostas ao tempo. Procuro seu respeito. Quem é o dono da razão, não precisa de respostas cheias de anseios e dúvidas, de um coração que a emoção cercou e delimitou todas as áreas.

Não respondo. Aprendi com ele a silenciar na agonia, a calar-me no choro que incha a garganta, prendendo a voz.

Ele, como mãe que comanda o apetite do filho no seio, sabe a tormenta da solidão de quem nada sabe, mas sente. Tendo nas mãos o hoje, amanhã ou tempo sem horários, todos dele.

De mim não terá perguntas nem respostas, só respeito de quem brinca com todos os sentimentos alheios.



Yasmine Lemos

28/12/2011

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

VAMOS INVADIR!!!

Oi Pessoas de espírito leve!!!

Estava com saudades. Espero que tenham aproveitado bem o R.O (resto de ontem) da ceia natalina...

Por falar em R.O, lembrei que as férias chegaram e com ela, muita coisa boa junto em pacotes de diversos gostos e pesos para cada bolso.


Malas arrumadas, chinelos espalhados, redes na varanda, um mar maravilhoso cochilando junto com nosso soninho da tarde.

Enfim, as férias é uma época tão democrática quanto o carnaval.


Cada um faz do seu jeito. O “Jet society” com cara de poucos amigos mistura-se com o “Jet farofal” que sabe ser feliz, pelo menos aqui nas belas praias do RN.


Antigas kombis, se aglomeram nos engarramentos junto com os carrões importados que não decoro nome de nenhum.

Gente feliz, gente contente. Bóias gigantescas tirando a visão dos passeios de lancha. A praia é de todos , mas poucos sabem.

Vamos com todos os paramentos , não esquecendo os saquinhos para recolher o lixo.



Eu recomendo ...

Yasmine Lemos

27/12/2011











terça-feira, 21 de dezembro de 2010

EU VOU,MAS NÃO DEMORO

Oi Pessoas do bem!

Ontem foi um dia de surpresas, ganhei um livro bacana de Alessandra Barcelos BLOG “Sobre tudo que se deve guardar, guarda o teu coração. No sorteio dos blogs .

Vou dá um tempinho no planeta “blogosférico”, mas não demoro.

Beijos e abraços e curtam as festas...



Yasmine Lemos

21/12/2010


sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

AVE MARIA

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

POBREZINHO


O amor assim pobrezinho, todo enfeitado como um altar

Jarro , flor, espinho

Beijo, comida,quentura ,carinho

Amor pobrezinho , eu quero pra mim

Que ninguém enxergue sua grandeza

Que ninguém queira seu paladar

Tudo é no seu canto

Indefeso e gigantesco

Único

Um perigo para quem não sabe amar.



Yasmine Lemos

16/12/2010

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

MENSAGEIRO




MENSAGEIRO 

O escuro muitas vezes não é noite. O sol claro e quente, não me deixa abrir os olhos.

Anoitece. Os olhos já não ardem. Enxergo com clareza a escuridão, segredos e vontades.

Meus olhos abertos, corpo inerte, o espírito foge, viaja e volta , trazendo mais novidades.

Amanhece.

Protejo minha alma da maldade.


Yasmine Lemos

15/12/2010
















terça-feira, 14 de dezembro de 2010

BLOGUEIROS ,AMIGOS, PESSOAS DO BEM

Aos blogueiros amigos, que registram seus comentários,aos que apenas olham, aos amigos que passam e me seguem na onda do bem , para as almas boas que observam meu cantinho. Obrigada por mais um ano de convivência e carinho.



Acenda as luzes da alma

Cante

Desafine

Brinque

Ame

Sonhe

Abra as portas do peito

Estenda a mão

Olhe para os lados

Ofereça abraço

Acene ao sair

Não deixe o beijo cair

Acenda todos os dias sua euforia

Exercite alegria

Compreensão

Viva você!


Feliz Natal e um ano de 2011 com muita saúde ,paz e amor.

Que Deus abençoe a todos nós!

beijos e abraços

Yasmine Lemos
14/12/2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

MAQUIAGENS


Multidão é solidão.

Rostos,

Sorrisos imprecisos

Indecisos

Nem um olhar

Nem um cheiro é sentido

Só a ilusão



Yasmine Lemos

13/12/2010

sábado, 11 de dezembro de 2010

TIETE DE RC

Existe tiete do chiclete, existem as gasguitas do rebolation. Não procuro entender. Eu sou tiete de Roberto, se pudesse gritava , pulava, mais canto tudo e choro e me emociono, procurem me entender, ele é  o rei . Ontem foi assim no seu show aqui em Natal .RC é o cara.Um ótimo fds para vocês e curtam aí quem gostar . Eu te amo, eu te amo, eu te amo!!! YL

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

SHAKINEH CONTINUA PRESA - JORNAL DO RN

No blog do jornalista Paulo Tarcísio todas as informações.Clique no link
JORNAL DO RN

COMO SE DIZ EU TE AMO?( BLOGAGEM COLETIVA)

Hoje a blogagem coletiva é ideia de Tereza Cristina do blog LINK A pergunta: - Como é que se diz eu te amo? Cada um que participar vai escrever seus pensamentos e sua maneira de amar. Vamos lá. YL


Diz-se eu te amo , quando se debruça nosso corpo nas dores de almas alheias, se diz quando o silêncio perto de um amigo é melhor do que dizer “eu te amo”. Quando quero dizer, eu faço do meu abraço um consolo, lembro em um sorriso que estou sempre perto.

Dizer eu te amo é uma consequencia dos sentimentos mais puros, que muitos banalizaram. Não se desperdiça frases, nelas estão acumulados atos que não deixaram nascer, e quando vivos e sendo fatos, trazem responsabilidade de quem os declara.

Doar-se por inteiro, estando sempre ali, ou aqui, mesmo em pensamento, e a intenção, a fala transfomam-se em movimentos gentis, confortáveis para quem precisa sentir e não apenas ouvir.

As palavras são raízes, mas os atos são frutos inesquecíveis, como um sabor de quem diz eu te amo.

Yasmine Lemos

10/12/2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

SHAKINEH E SUA LIBERTAÇÃO (AINDA NÃO CONFIRMADO OFICIALMENTE PELO IRÃ)


ONG diz que iraniana condenada à morte por apedrejamento foi libertada

DA FRANCE PRESSE, EM BERLIM (ALEMANHA)

DE SÃO PAULO

Atualizado às 17h11.

A iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte pelo crime de adultério, foi libertada, assim como seu filho e seu advogado, afirmou à agência de notícias France Presse o Comitê contra a Lapidação, ONG com sede na Alemanha.

A ONG Solidariedade Irã, que também acompanha o caso, confirmou a libertação de Sakineh, seu filho Sajad Ghaderzadeh, e seu advogado Javid Houtan Kiane, detidos no começo de outubro junto a dois jornalistas alemães que os entrevistaram, em comunicado enviado por e-mail à Folha.







O Comitê contra a Lapidação não deu mais detalhes sobre como ocorreu a libertação e nem quando. O governo iraniano ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

"Recebemos do Irã a informação de que estão livres", disse à AFP Mina Ahadi, porta-voz do Comitê contra a Lapidação. "Esperamos ainda a confirmação. Aparentemente, esta noite há um programa que deve ser exibido na televisão e aí saberemos 100%. Mas, sim, ouvimos que está livre e também seu filho e seu advogado", disse Ahadi.

O programa de TV foi exibido pelo canal em inglês Press TV, que exibiu imagens de uma mulher identificada como Sakineh em sua casa em Oskou, 570 km noroeste de Teerã.

Sakineh foi inicialmente condenada à pena de morte por apedrejamento. A sentença foi suspensa neste ano após várias críticas de grupos de direitos humanos terem levado a forte pressão internacional sobre o Irã.

Segundo a lei islâmica, em vigor no Irã desde a revolução de 1979, o adultério pode ser punido com a morte por apedrejamento, e crimes como assassinato, estupro, roubo a mão armada, apostasia e tráfico de drogas são todos punidos com a morte. Ainda este mês, os EUA condenou os planos anunciados de executar Sakineh. O Reino Unido alertou o Irã contra ir em frente com a punição, e a França pediu ao país para perdoá-la.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ofereceu asilo a Sakineh em julho, levando a uma constrangedora recusa pública da oferta pelo Irã, que disse que Lula é "uma pessoa humana e sensível", mas não tinha conhecimento de todos os fatos.

CASO

Em 2006, Sakineh Mohammadi Ashtiani, 43, foi condenada duas vezes à pena de morte por dois tribunais diferentes de Tabriz (noroeste do país) em dois processos distintos, acusada de participação no homicídio do marido e de ter cometido adultério, em particular com o suposto assassino do marido.

O grupo de direitos humanos Anistia Internacional (AI) disse que Sakineh foi considerada culpada de "adultério quando estava casada", o que teria negado, e foi sentenciada à morte por apedrejamento.

A Anistia listou o Irã como o segundo país do mundo com mais execuções em 2008, depois da China, e disse que Teerã matou ao menos 346 pessoas em 2008. As autoridades iranianas rejeitam as alegações de abusos de direitos humanos, dizendo que apenas seguem a lei islâmica.

Um ano depois, a pena de morte por enforcamento pela participação no homicídio do marido foi comutada por dez anos de prisão por uma corte de apelações, mas a execução por apedrejamento foi confirmada por outro tribunal de apelações no mesmo ano.

Em julho deste ano, sob forte pressão internacional, Teerã anunciou que a condenação à pena capital havia sido suspensa e que o caso estava sendo reexaminado Desde então, o caso volta à imprensa ocasionalmente com declarações de oficiais iranianos.
Fonte : UOL





































quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

BRINCADEIRA


Com as ondas mansas

Pulo corda no ar

Piso a espuma



A vida se enfeita de bondade

Com olhar de pescador

Lança a rede e o vento



Guarda tempestade nos seus olhos

Protegendo-me

No seu colo me espalho , esqueço o choro.



Yasmine Lemos

08/12/2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

ANTES TARDE...


Eu nunca acreditei em papai Noel. Não lembro de ter colocado sapatos na janela. Nunca me pouparam da verdade. Hoje eu queria acreditar. Pedir um mar, olhar de longe, respeitar o tempo do fruto que não se arranca, uma rosa na roseira, ganhar presentes que jamais virão com laços e fitas. Sonhar. Olhar e acreditar que por segundos foram meus. Coisa de criança que o tempo e a vida não quiseram me ensinar.



Yasmine Lemos

07/12/2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

AS PALAVRAS

AS PALAVRAS

Vanessa da Mata


As palavras saem quase sem querer,

rezam por nós dois.

Tome conta do que vai dizer.

Elas estão dentro dos meus olhos,

da minha boca, dos meus ombros.

Se quiser ouvir é fácil perceber.



Não me acerte, não me seque,

me dê absolvição.

Faça luz onde há involução.

Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.

Reabilite o meu coração.



Tentei, rasguei sua alma e pus no fogo.

Não assoprei, não relutei.

Os buracos que eu cavei não quis rever

Mas o amargo delas, resvalou em mim.

Não deu direito de viver em paz

Estou aqui para te pedir perdão



Não me acerte, não me seque,

me dê absolvição.

Faça luz onde há involução.

Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.

Reabilite o meu coração.



As palavras fogem se você deixar

O impacto é grande demais

Cidades inteiras nascem a partir daí

Violentam, enlouquecem não me fazem dormir

Adoece e curam, não me dão limites

Vá com carinho, no que vai dizer



Não me acerte, não me seque,

me dê absolvição.

Faça luz onde há involução.

Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.

Reabilite o meu coração.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

AQUI PERTO


Não prometa nada

Além de um estar

Aqui perto de mim



Faça um encantamento

Lucidez adormencendo



Eu alimento sua magia

Não haverá cobrança

Eu que tomo seu veneno



Yasmine Lemos

01/12/2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

A FUTILIDADE TAMBÉM PEGA FILA




A futilidade tem vários rostos, mas algumas linhas de expressão realçam mais : a frivolidade e o pouco racíocinio. Uma preguiça em querer sair do mundo egoísta e banal.

Sempre gostei de entrar nessas lojas grandes que tem sempre uma cantora baiana como garota propaganda da nova coleção. É uma terapia para mim. Diferente daquelas maisons (boutiques de grifes) caríssimas que só de olhar a vitrine e os olhares poucos simpáticos das vendedoras, sinto vontade de estirar a língua , criança no banco de trás do carro dos pais faz muito isso.

Já tive fases da minha vida que  comprava coisas de marcas boas mas não havia comparação. É bom, é estimulante. Passei por ínumeras etapas, até assistir inúmeros invernos e verões, tendo que escolher entre uma comida do meu bebê ou aquele biquini show para o verão. Fui aprendendo e agradeço a vida por isto. Sou vaidosa, adoro me arrumar, acho que toda mulher deve querer  se sentir bonita, mas tudo tem limite. Tudo muda em segundos ou é mentira?


Hoje entrei mais uma vez nessas super lojas populares e gigantescas, me sinto em casa, as vendedoras não me seguem, nem sabem meu aniversário, nem o número do meu telefone, não recebo cartões obrigatórios de boas festas, elas sabem que estou na multidão, nem ficam me babando porque deixo que elas alcance a cota de vendas do dia .

Percebi um grupo de jovens bem arrumadinhas até demais para uma manhã de sol , cabelos super escovados, salto alto, bolsas de grifes enormes, nariz empinado e uma certa vergonha de serem reconhecidas por lá.


Eu longe de ser bondosa nessas horas, me sinto uma platéia privilegiada. Fui me aproximando e percebi de perto a agonia e a discussão em quem iria para fila, enquanto os blackberrys se misturavam aos cabides e chaves dos carros das luluzinhas. Veio uma vontade de perguntar se elas não iriam postar no twitter

– “Estamos aqui na loja tal, comprando na liquidação, marca...


Ih! Seria uma maldade.


Eu fui pra fila ainda esticando o pescoço para assistir o “desespero” das pobres meninas.

Aqui na minha linda terra minha gente, tem de tudo: corrupção na política, propina, cinismo e futilidade para dá e vender em cabides com ou sem grife .


E como dizia meu velho pai “vamos em frente que atrás vem gente” no meu caso, na fila.

Yasmine Lemos

30//11/2010

























segunda-feira, 29 de novembro de 2010

RIO DE JANEIRO FELIZ

Imagem: terra.com

Feliz  segunda-feira . O Rio de Janeiro enfrentou uma batalha histórica contra o tráfico, parabéns as forças armadas , aos policiais e a população sofrida que mostrou coragem e colaborou muito para um desfecho feliz . YL

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

QUINTANA & CLARA

"Amar:


Fechei os olhos para não te ver


e a minha boca para não dizer...


E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,


e da minha boca fechada nasceram sussurros


e palavras mudas que te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro".
(Mário Quintana)


RIO DE JANEIRO

Fotos : terra.com

O rio precisa correr
O Rio precisa continuar lindo
A água suja de sangue e drogas
O mar do Rio precisa ficar azul
O rio precisa ser livre.
Paz é o que  todos precisam .

Yasmine Lemos
26/11/2010

GIL & CARLA

Um fim de semana com muita paz e amor
bjs
YL

AINDA MENINO



Venha aqui , beija-flor
Beije logo
Leve embora
Lave
Limpe
Ame a flor
Cuide
Vamos , beija-flor .

Yasmine Lemos
26/11/2010
(Do Livro Vestida em Versos)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

PARABÉNS


Hoje ela completa 91 anos de vida . A sua idade e serenidade  nos dá uma tremenda lição de  como  "é preciso saber viver"  . Parabéns minha linda . Vovó Maria , Vovó Bisa . Amo você . YL

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

AROMAS E SONHOS


As poucas vezes em que me aquieto, lembro de coisas pequenas ao meu redor. Falas antigas sem nexo, coisas que não entendia, nem queria ouvir. Não sei. Pensamentos guardados que acordam na hora não exata. Entre eles uma imaturidade beirando a demência.

Colocar um perfume e achar que poderia mudar um sentimento. Acreditava que o aroma perfumava meu coração. Engano. Eu perfumava o corpo. E o mundo me mostrava outros aromas desafiadores, como a ganância, inveja e mentira.

Os conheci cedo, ainda era uma menina. Hoje, adulta eles já não me assustam. Evaporam-se, escondo as tampas dos frascos dos seus venenos . Minhas viagens...

Não deixei de gostar de perfumes, deixei de acreditar um pouco nas intenções humanas.

Elas não têm aroma, são frascos vazios.

Já não estou mais quieta, busco a música, com ela sinto cheiros de coisas lindas, de pessoas iluminadas, de rosto de criança.

Preciso de um aroma para espalhar ou receber, cheios de gestos brandos, abraços lentos, com um perfume que só as boas almas entendem e sentem.

Viva a vida simples e de sonhos .


Yasmine Lemos

24/11/2010



terça-feira, 23 de novembro de 2010

SÓ AS FLORES


Aquela casa mudou.

Deveriam colocar placa de “mudou-se”

Lá não mora mais o barulho das panelas quentes,

Nem os gritos dos que aprenderam a andar pelos corredores limpos

Encerados com brilho que antecipava a visita boa

Roupas passadas na goma

Cheiro de café acordando a vida

O jardim ainda sorri, enfeita o cimento quente.

Pedindo sombra , balança o jasmin quando passo perto

Aquela casa é um passado querendo ficar

Presente querendo partir.

Eu fui feliz lá

Eu fui triste também

Mas eu ainda sou uma casa

Aquela casa de vovó Maria

Ando com ela no meu peito, abro a porta apenas para os dias de sorrisos e festas.

Depois a fecho com minhas chaves tortas e trago só as flores de volta.



Yasmine Lemos

23/11/2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...