quarta-feira, 4 de maio de 2011

INFINITA


Os balões todos soltos

Os pássaros,

As folhas

Ela fingia ignorá-los

Corpo solto , altivo

Eles se enrolavam no céu

Ela nada levava

Estava acima deles

Infinitamente

Lá .



Yasmine Lemos

04/05/2011


She : Charles Aznavour

10 comentários:

  1. Por vezes conseguimos sensações que nos levam ao cume. Mas o grande trabalho, o fundamental, vem a seguir: conseguir o sustentáculo necessário para que perdure. E isso requer uma caminhada árdua.
    Gostei muito!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. profundo,do âmago do sentimento do autor.
    a música, esperança vencendo obstáculos que a vida impõe.

    ResponderExcluir
  3. Infinitamente lá...Lindo! um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá menina
    Poema tão suave, quanto uma pluma ao vento. Amei.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Yasmine eu acho que estou assim, igual balão ou folhas soltas ao vento, voando sem direção.
    Comentei lá no VSE que estou em crise existencial,não acho nada pra escrever, pra postar, sei lá...
    Quanto ao que comentou sobre coisas de fora... respondi com a pergunta que meus mentores fizeram e que eu estou tentando solucionar rsss
    Talvez a resposta seja essa do teu poema, estar infinitamente presente, nas ausências que nos consomem
    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  6. Muitas coisas no voo são essenciais ,uma dela é a coragem de sonhar mesmo sem um rumo certo . Muito bom

    ResponderExcluir
  7. Infinitamente és Poeta!
    A poesia e você são uma coisa só! Isto que sinto.
    Bjus amiga!

    ResponderExcluir
  8. Senti uma leveza aqui...
    Bom dia amiga.
    A chuva está mesmo castigando em muitas cidades, estou até me assustando.
    Xeros

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, que assim seja a nossa vida...leve como a pluma, suave como a brisa, delicada como as flores e sutil...como o Amor!
    Colocar o AMOR acima de tudo, nos convida a sermos eternamaente felizes e a flutuarmos acima de tudo sem mais medos ou preocupações...Viver na eterna magia do Amor!

    Mas de repente! Eis que surge a razão e nos puxa para baixo, mostrando nossa realidade e nos assustando...prefiro, fechar os olhos e continuar sonhando..Bjin e bom dia!

    ResponderExcluir
  10. Às vezes me deixo levar com os pássaros, arrastada pelo vento junto com as folhas, mas com a rajada de chuva da realidade logo me perco no infinito, nao faco versos, mas sonho....

    Lindo texto, "flutuei" com ele...

    ResponderExcluir

Amor e Paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...